quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Review: Samurai Champloo

Ano: 2004
Diretor: Shinichiro Watanabe
Estúdio: Manglobe Inc.
País: Japão
Episódios: 26
Duração: 23 min
Gênero: Aventura / Comédia / Drama





Dirigido por Shinichiro Watanabe em 2004 (diga-se de passagem, o diretor do excelente Cowboy Bebop), Samurai Champloo é um pouco diferente dos animes com samurais que estamos acostumados a ver.
Na safra de novos animes, com certeza este é um dos melhores. Animação e pancadaria garantidas por horas a fio.O enredo soa meio doido, pois não é toda hora que se está a procura de um samurai com cheiro de flores de girassol...
"parece coisa de viado!", como diria o vagabundo Mugen. Aliás, Mugen, que é um dos 3 personagens principais, é um espadachim esquisitão que veio de Okinawa: usa bermudão, chinelas, está cheio de tatuagens e come como se fosse a sua última refeição... sempre!!
Com ele ou brigando com ele, está o caladíssimo Jin, um típico samurai, silencioso e mortal com uma espada nas mãos.
E, para completar nosso trio, esta a bela Fuu, uma jovem trabalhadora que vê apenas um caminho em seu futuro: encontrar um samurai que cheire a "perfume de girassóis"! Por quê? Vai ter que assistir pelo menos até o episódio 19 pra saber. ^^"
Ah, sim, não mencionei: ela consegue ser ainda mais fominha do que Mugen.
Ação é o que não falta neste anime. Do começo ao final as lutas não param, surgem de uma forma tão normal que até parece estranho tanta briga, mas ficaria mais estranho ainda sem elas.
E, falando nisso, Mugen, que é o alvo principal de encrencas, é um espadachim sem igual, ele luta como quem dança, rodopiando pelo chão e saltando, mas seu caráter sangüinário dá um ar sério a tanto rebuliço, cheio de "movimentos desnecessários", como diria apropriadamente Jin. Mugen definitivamente gosta de matar.
Jin, por outro lado, tem um passado manchado por uma grande tragédia, passa sua vida fugindo deste mesmo passado.
Mas parece não ter remorso do que fez.
A trilha sonora é uma das melhores que já ouvi até agora, bonita mesmo. Em um trecho de Battle Cry (Tsutchie feat Nujabes), a música explica de forma maravilhosa a idéia central do anime:"Afiada como o corte de uma espada de um samurai.
A lâmina mental corta a carne e o osso.Apesar da minha mente estar em paz, o mundo está um caos.Depois do calor, a vida fica mais fria.Sim, eu preciso achar o meu caminho.


"E é realmente o que acontece, é este o enredo, cada um dos personagens buscando seu caminho. Tentando achar um rumo para a vida.


Tá bonito, né? ^^"


Está aí a grande idéia, a base é a busca de um samurai, mas no desenrolar da jornada dos três companheiros o passado de cada um vai surgindo, num enredo extremamente elaborado, pois cada um dos três personagens teve uma vida muito dolorosa e sofrida. O que nos causa certa estranheza, devido ao fato de que todos parecem estar sempre alegres, em situações irreais, tiradas hilárias, que vão desde ataques de viadagem, passando por acessos de comilanças até Jin e Mugen como freqüentadores de puteiros, um humor que não zomba da nossa inteligência.
Apesar da dor do passado sendo retirada de cada personagem em certos episódios.





Este é um anime o qual recomendo aos fãs de Cowboy Bebop. Simplesmente ótimo!!

Você pode baixar em: http://www.hinata.xpg.com.br/paginas2/index.php?page=klauss/champloo.html

Abertura:


Encerramento:

Read more...

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Review: Hellsing

Ano: 2001
Diretor: Umanosuke Iida / Yasunori Urata
Estúdio: Gonzo
País: Japão
Episódios: 13
Duração: 23 min
Gênero: Terror / Violência / Shounen

Sir Integra Hellsing é a comandante da organização protestante Hellsing, uma sociedade secreta responsável pelo combate aos vampiros assassinos de baixa estirpe que assolam a Inglaterra.


Estes vampiros são resultantes da implementação do chip FREAK em seres humanos e nem de longe se comparam à linhagem de vampiros puros no tocante ao poder e imortalidade. A organização Hellsing conta com a ajuda de Alucard, um poderoso vampiro original que se utiliza de enormes armas de fogo com balas de prata para destruir os inimigos. Este tipo de ajuda não é bem visto pela Instituição Iscariotes, organização católica rival da protestante Hellsing, que considera todo e qualquer vampiro inimigo da humanidade e merecedor da morte.

Durante uma ronda noturna numa floresta, uma tropa de assalto da polícia é quase inteiramente exterminada por um sub-vampiro, à exceção de Celes Victoria, uma garota que acaba ficando na linha de fogo entre este vampiro e Alucard, e que vê sua vida mudar completamente a partir deste momento.

Produzido pela Pioneer e Studio Gonzo, Hellsing é um anime bem "hardcore", com um clima pesadão, cenas bastante violentas e que dá uma roupagem mais moderna às tradicionais histórias de vampiros. Algumas mortes são mostradas com detalhes, e o linguajar utilizado por alguns personagens, especialmente Alucard, é bem sujo. A mentalidade dos protagonistas é bem cruel e, mesmo que as intenções dos mesmos sejam boas, os meios utilizados para atingir seus objetivos nem sempre são agradáveis ou eticamente corretos.
Grande parte da força de Hellsing provém da interação entre Integra e Alucard. A convivência de ambos, com suas personalidades conflitantes, acaba exacerbando as facetas mais ocultas de cada um. Outros personagens interessantes são Walter, poderoso mordomo de Integra que cuida do fornecimento de armamamentos dentro da Hellsing, e Alexander Anderson, enviado do Vaticano com grandes poderes e inimigo mortal de Alucard. Estes quatro personagens são a alma da série.




Alucard (Arucard no original, devido a fonetica japonesa - e "Dracula ao contrario") e um vampiro que serve a Integra por razoes desconhecidas no anime. E extremamente forte e sabe/gaba-se disso, chegando a desobedecer sua "dona" para poder lutar com algum inimigo que acredite ser realmente forte. Sua forca e explicada por Alucard ser um "vampiro verdadeiro", e ao que tudo indica no manga, por ter sofrido alteracoes nos laboratorios subterraneos na organizacao Hellsing.



Contra: Por vezes a violência é exagerada, o tema de vampiros e ordens religiosas pode não agradar a todas as pessoas. Hellsing é um dos melhores animes que eu vi, porém deixa alguns pontos negativos e dúvidosos. É chato você perceber que, não importa o que os outros façam, Alucard não morre de jeito nenhum! Pode jogar uma bomba atômica na cabeça dele que só fará cócegas! ^_^ . Os motivos que explicam a forte ligação entre Integra e Alucard não convencem. Anderson, apesar do carisma, não explica a que veio na história: chega, faz um barulhão danado... e daí? As relações do Vaticano com a história, tão importantes no início da série, perdem a força de uma vez. Incognito é um vilão que, definitivamente, não convence.

A Favor: O fantástico anagrama de Alucard que caso percebam ao contrário chama-se dracula, desenhos e animações altamente detalhados e extremamente cuidados, personagens que marcam e a abordagem de vários temas como religiosos, ideológicos e históricos.







As Batalhas de Anderson e Alucard são excelentes, bem feitas e mostram o potêncial da série. Existem outros personagens secundários como os Irmão Valentine os quais fazem explorar mais sobre as habilidades de Alucard. O único vilão da série que realmente faz Alucard mostrar seu verdadeiro poder é Incognito, um Nosferatu ancestral cujos poderes parecem com os de Alucard. Apesar de bem produzido, o enredo deixar a desejar a partir da metade da série, fazendo com que ela seja odiada por alguns fãs do mangá original.





Mesmo sendo odiado por uns e adorado por outros, Hellsing foi bem de vendas e de transmissão. Está ou já esteve nas televisões de Japão, Estados Unidos, México, Brasil, Argentina e outros países. Já em DVD, Hellsing foi vendido nos Estados Unidos, Japão, Nova Zelândia, Austrália e Canadá.





Apesar de tudo que se fala sobre a série, eu a recomendo. É um dos meus animes vavoritos, e possui várias diferenças em relação mangá original, mas os 13 episódios são muito bons, empolgantes e sangrentos. Contudo o final deixa a idéia do “E Agora?”.
Abertura:
Encerramento: (essa não é a musica do encerramento, tiraram os sons de todos os videos com a musica 'Shine' por direitos autorais ¬¬)
Shine: (essa ai que é a musica do encerramento \o/, muito boa ^^)

Você pode baixar em: http://www.hinata-sou.org/paginas2/index.php?page=klauss/hellsingx.html

Read more...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Review: Fate Stay Night


Ano: 2005
Diretor: Yuji Yamaguchi
Estúdio: Studio DEEN
País: Japão
Episódios: 24
Duração: 30 min
Gênero: Aventura / Drama / Fantasia




"Fate/Stay Night" é uma série de TV formada por 24 episódios, exibida durante esse primeiro semestre de 2006, no Japão.

A produção é baseada na franquia de jogos hentai (eróticos) da empresa TYPE-MOON. A versão animada foi produzida pelo Studio Deen, responsável também por animes como Read or Die e Aishiteruze Baby.

Jogos hentai freqüentemente são matéria prima para ótimos animes.





Temos como exemplos o fantástico "Air" e o interessante "Shingetsutan Tsukihime", sendo este último também baseado num jogo da TYPE-MOON. Com "Fate/Stay Night" não foi diferente.


É possível notar a alta qualidade da produção em termos de animação e roteiro.


No entanto, infelizmente o potencial que o game oferece não foi devidamente aproveitado pela versão animada, pois esta não apresenta um enredo tão completo e nem tenta se aprofundar nas particularidades de cada personagem.


Contudo, eu não culparia a equipe de produção. O verdadeiro culpado é um velho conhecido de todos, o dinheiro. Se dependesse dos produtores, Fate teria uma quantidade maior de episódios, mas para infelicidade geral da nação, o orçamento das animações japonesas nem sempre é o ideal.

Por conta disso a equipe teve que tentar resumir a história em somente 24 episódios, sendo obrigada a sacrificar muitas informações e fazer algumas substituições. Mas nem por isso a série possui uma trama ruim.

O grande problema é que, certamente, teria potencial para ir muito além. Isso resulta num certo despontamento.

Depois de tanta falação, vocês devem estar curiosos para conhecer a estória da série, então aqui vai uma pequena sinopse: de tempos em tempos acontece uma guerra chamada Seihai Sensou, na qual 7 magos, acompanhados de seus 7 respectivos guerreiros servos (que são, na verdade, figuras lendárias como Hércules), batalham entre si na busca pelo Santo Graal, um artefato que supostamente possui poderes para realizar o desejo mais profundo de seu dono.

Dentro deste cenário encontramos o jovem Emiya Shirou que, por acaso, se envolveu numa batalha entre sua colega de classe Tohsaka Rin e seu servo (Archer), os quais lutavam contra o Lancer, servo de um mestre ainda desconhecido.



Devido a certas circunstâncias, Shirou acaba invocando o seu próprio servo, a bela Saber, uma espadachim que parece ter vindo de algum lugar da Europa medieval.



Vale lembrar que o rapaz só conseguiu esse feito por já apresentar poderes especiais semelhantes à magia em momentos anteriores. Uma vez estando acompanhado de um servo, o cara acabou se envolvendo por completo na batalha pelo Santo Graal.
Em resumo, se ferrou.

Como vocês puderam observar, "Fate/Stay Night" possui uma grande quantidade de personagens. Só entre as pessoas envolvidas nas lutas, são 14.


Fora estes, existem outras figuras, como a colega de classe Matou Sakura e a professora pirada Fujimura Taiga. No jogo, todos esses personagens possuem uma participação bem marcante e apresentam um histórico particular bastante aprofundado. Mas na série de TV, apenas Saber e Shirou recebem a devida atenção.

Os outros componentes do elenco fazem apenas participações bem secundárias. Isso passa uma impressão ruim e tira um pouco da empolgação. Como já foi explicado anteriormente, a origem desse problema está no curto orçamento que a série recebeu, e por isso esta não é exatamente uma crítica direta à equipe de produção. Porém, ainda assim é um ponto negativo e vai ser levado em consideração na avaliação final desta resenha.


Outra coisa que não agrada tanto são as lutas. Para anime um de ação e aventura, Fate possui batalhas pouco interessantes. Tudo bem, alguns momentos são muito legais, como o combate onde o Archer invoca seu golpe supremo, o ”Unlimited Blade Works“.


Mas, no geral, as lutas são meio fraquinhas mesmo.Em relação à qualidade de animação, Fate se sai muito bem. Ela é impecável para uma série de 24 episódios, mantendo-se sempre estável e com boa movimentação.

Os efeitos especiais, como iluminação e efeito de magia, também ficaram bonitos, combinando perfeitamente com o estilo do anime. A dublagem também está ótima. Infelizmente o mesmo não se pode dizer da trilha sonora. Não que ela seja ruim, ela só não é digna de destaque. Ao menos eu não consegui notar algo de especial nas músicas de fundo.

Felizmente as canções de abertura e encerramento aumentam um pouco o nível, principalmente se falando da segunda abertura, com a música ”Kirameku Namida wa Hoshi ni“.


Embora tenha falhas bem relevantes, "Fate/Stay Night" consegue agradar e surpreender, com seu enredo criativo e personagens cativantes, mesmo que o potencial deles não tenha sido devidamente explorado.

Certamente é um das melhores animações lançadas nesta primeira temporada de 2006.


PS: apesar de ser baseado num game hentai, o anime não possui nada relacionado a sexo. Geralmente, quando jogos desse gênero são adaptados para animes, o conteúdo erótico é reduzido ou completamente excluído.
Créditos: ANIMEHAUS ^^
Video:
Abertura:
Encerramento:

Read more...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Review: Yuyu Hakusho

Nomes Alternativos:
Yu Yu Hakusho: Ghost Files, Ghost Detectives, Poltergeist Report
Ano: 1992
Diretor: Akiyuki Arafusa / Noriyuki Abe
Estúdio: Studio Pierrot
País: Japão
Episódios: 112
Duração: 30 min
Gênero: Aventura / Comédia / Drama




Criado por Toshihiro Togashi e lançado na revista semanal Shonen Jump em 1990, YuYu Hakusho acabou sendo um dos mangás mais bem sucedidos de seu tempo. Mesmo sem ter uma arte de qualidade, a série marcou pelo seu fantástico e empolgante enredo. Como todo mangá de sucesso, YuYu Hakusho acabou virando anime, no ano de 1992.


Vamos à história: Yusuke Urameshi é um jovem de 14 anos que teve de aprender a cuidar de si mesmo muito cedo, devido à sua desleixada mãe, que pouco cuidava do filho, só se preocupando em beber. Urameshi tornou-se agressivo, durão, mal educado e, principalmente, um malandro e briguento de primeira.
Devido à sua personalidade briguenta, acabou desenvolvendo muitos inimigos, sendo o principal deles o arruaceiro e colega de escola Kasuma Kuwabara, que pode ser considerado a pessoa que mais se aproximou de ser seu amigo, atuando no papel do eterno rival.
Mas nem só de inimigos vive Yusuke... ele se preocupa bastante com Keiko, sua amiga de infância, que nutre fortes sentimentos pelo rapaz.A vida de Yusuke muda de uma hora para outra com sua morte (!!!). Ao salvar uma criança de um atropelamento, ele acaba morrendo... no entanto, sua morte não estava prevista pelo mundo espiritual, pois nem mesmo Kami-sama achava que Yusuke seria capaz de tal gesto.
Após seu falecimento, Yusuke, como um fantasma, foi recebido pela bela Bontan, o anjo da morte, que para sua infelicidade, lhe conta que arriscara sua vida à toa, pois o garoto que salvara iria escapar ileso do acidente.
Revoltado por ter tido de jogar sua vida fora, Yusuke fica desconsolado, mas como sua morte não era prevista pelo mundo espiritual, Botan lhe oferece uma chance para ressuscitar, cumprindo algumas tarefas. Depois de cumprir as tarefas designadas, Yusuke consegue voltar à vida, mas no decorrer das mesmas acaba descobrindo como era importante para poucas, porém queridas pessoas, como sua mãe, Keiko e até mesmo seu rival Kuwabara.
Voltando à vida através do beijo de sua "namorada" Keiko (quem não queria ressuscitar assim? ^_^), Yusuke acaba ganhando o título de "Detetive Espiritual" de Koema (o representante de Kami-sama), sendo que essa era a principal condição pela qual tinha voltado à vida.



Devido a seu novo "emprego", que se resume basicamente a caçar demônios do mundo das Trevas que perturbam as pessoas, acaba contando com novos poderes, como a capacidade de atirar um poderoso raio de energia espiritual chamado "Leigan".
Em uma de suas primeiras missões, acaba conhecendo dois "monstros" espirituais que marcariam sua vida para sempre: Kurama e Hiei. Inicialmente inimigos do garoto, os dois seres do mundo das Trevas acabam se tornando grandes amigos tanto de Yusuke como de Kuwabara, que passa a ajudá-los, pois possui uma forte percepção espiritual.
Juntos, os quatro passam a proteger a Terra das criaturas do mundo das Trevas, vivendo incríveis e fantásticas aventuras.Mesmo possuindo personagens principais pra lá de simpáticos, Kurama e Hiei são um show à parte no universo de Yuyu Hakusho... ambos contam com histórias tão ou mais profundas do que a de Yusuke. Existem ainda muitos outros antagonistas memoráveis, como Botan, mestra Genkai, Koema e Yukina.
Não se esquecendo dos "vilões", os mais marcantes de todos os tempos. A grande maioria possui um motivo por ser considerado "mau", não agindo assim por que simplesmente gosta (como muitos vilões de segunda por aí), sendo os irmãos Toguro os mais fantásticos e carismáticos da série.
Com tantos indivíduos marcantes e uma história bastante densa e inteligente, YuYu Hakusho consegue fugir dos clichês típicos de um anime voltado para as batalhas, deixando séries como Dragon Ball, Saint Seiya (menos a Saga de Hades) anos-luz atrás. As lutas do anime também são um show à parte, emocionantes e bem elaboradas, sendo imitadas, mas sem ter o mesmo brilho, por vários animes que vieram depois (caso típico de Flame of Recca).
Seu único defeito está relacionado a sua extensão... como a série possui 112 episódios, acaba-se enjoando um pouco quando a mesma aproxima-se de seu término (mas não pare de assistir só por causa disso, pois estará perdendo episódios espetaculares).


YuYu Hakusho é uma série que já é um clássico, a qual recomendo a todos os fãs de anime, ação e lutas e que querem fugir de gêneros repetitivos como DBZ e CDZ.
\o/
Créditos: ANIMEHAUS ^^
Abertura:

Encerramento:

Read more...

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

teste

é só um teste,depois eu começarei a falar de vários animes ^^

Read more...

Sobre o Blog

Fala sobre Animes ^^
Reviews e Previews de varios animes
(de 3 em 3 dias eu vou colocar o review de algum anime ^_^)

Seguidores

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP